Licenças e Tipografias

Tradução de Teófilo Oliver ao português do cap. 4 Arte e Copyleft do Guia Do Copyleft elaborado na Espanha por Natxo Rodriguez e editado em setembro de 2006 pela editora Traficantes de Sueños.

ISBN10: 84-96453-14-6
ISBN13:978-84-96453-14-6
Depósito legal: M-36423-2006

Licenças e Tipografias

O desenho gráfico é talvez umas uma das áreas de criação visual mais integrada à atual lógica de mercado, levantando questões concretas que não afetam de igual maneira ao trabalho artístico em geral. As relações de encomenda, concurso ou outro tipo de vínculos contratuais afetam a produção e difusão do trabalho do desenhista, pelo que mereciam mais espaço para ser estudados com detalhe. Apesar de que, se nos referirmos ao assunto concreto das fontes e tipos de letra existem experiências com licenças plenamente desenvolvidas, que são utilizadas na criação e distribuição de fontes tipográficas.

A relação entre fontes e direitos forma uma questão bastante complexa que se põe de manifesto, mas sim cabe, com sua utilização na internet. Quer dizer, para ler um jornal em papel não necessitamos nenhum direito em particular mas em troca para lê-lo on-line necessitamos uma licença especifica. Uma licença que por exemplo deverá funcionar no navegador que utilizemos. O problema se agrava se além disso queremos utilizar tipografias em nossos desenhos, já que não existem muitas fontes livres e de qualidade.

Atualmente, existem vários projetos e diferentes licenças que pretendem solucionar este problema e, como se propõe o coletivo “Be a design group”, dar passos em direção à liberdade tipográfica.[4]
Alguns exemplos podem ser encontrados em Unifont.org ou Stix Fonts Project. Uma das principais referências nesse sentido é seguramente a SIL Internacional e a sua licença OFL (Open Font License), sendo a licença mais utilizada para a criação e distribuição de fontes.

Unifont.org
[http://www.unifont.org]

Esta página facilita informação sobre fontes e softwares Unicode e questões referidas a Unicode nos sistemas operacionais livres, abertos e de código aberto.

Podemos encontrar uma guia de fontes Unicode sob licenças livres em
blog/archives/2006/03/five_steps_to_font_freedom.html. Tradução em castelhano em http://barrapunto.com/comments.pl?sid=61766&cid=718350, realizada por Carlos Rioja.

STIX Fonts Project
[http://www.stixfonts.org[http://www.stixfonts.org]

O objetivo do Scientific and Technical Information Exchange (STIX) Font Creation Project é a preparação de um sistema compreensivo de fonte que sirva à comunidade cientifica para sua utilização tanto em formatos impressos como eletrônicos. Este pacote de fontes estarão disponíveis sob uma licença livre de royalties, atualmente em desenvolvimento, e poderá ser utilizada por qualquer um, incluindo editores, desenvolvedores de software, cientistas, estudantes e o público em geral.

SIL Open Font License (OFL)
[http://scripts.sil.org/OFL]

Essa licença foi criada por SIL. Uma organização dedicada há décadas ao trabalho com línguas minoritárias, especialmente aquelas que são predominantemente orais. Nessa linha, tem desenvolvido, recentemente, diferentes programas e recursos para o desenho, desenvolvimento e uso de tipografias que tenham em consideração línguas e grafias minoritárias.

Entre seus projetos destaca-se Gentium. Uma família de fontes desenhada para permitir publicações de grande qualidade na grande diversidade de grupos étnicos dispersos pelo mundo. Suporta uma extensa variedade de alfabetos baseados na grafia latina e inclui grifos ou tipos que correspondem ao alcance Latino y Unicode. Gentium se propõe, em curto prazo, incluir mais caracteres latinos, cirílicos e gregos arcaicos.

A OFL é uma licença livre e de código aberto, especialmente desenhada para software e tipografias, baseada na própria experiência do SIL e no desenho de fontes e na engenharia de software linguístico.

No preâmbulo da licença se propõe como objetivo estimular projetos cooperativos para o desenvolvimento de fontes, dar suporte aos esforços de comunidades acadêmicas e linguísticas para criar fontes e facilitar um marco aberto de trabalho nos quais sejam compartilhadas e melhoradas na colaboração.

A Licença permite que as fontes sejam utilizadas, estudadas, modificadas e redistribuídas livremente enquanto não sejam vendidas por si mesmas. Apesar de que, podem ser vendidas com outros pacotes de software sempre que se mantenha a licença de fontes, por exemplo com processadores de texto, etc.

Arphic Public License
[http://ftp.gnu.org/gnu/non-gnu/chinese-fonts-truetype/LICENSE]

Esta licença criada pela empresa japonesa de desenho Arphic, é especifica para fontes e permite a cópia, distribuição e modificação livre, sempre que se acompanhe de tal licença.

GNU GPL for fonts
[http://www.fsf.org/licensing/licenses/gpl- faq.html#FontException]

A licença GNU GPL pode ser utilizada com fontes mas seu uso é incompatível se, por exemplo, uma fonte se utiliza em um documento que não esteja sob licença GNU GPL. Para isso, podemos utilizar a “Font Exception” proposta na mesma licença.

 

NOTAS:

[4] Texto original de «Be a Design Group» em http://www.beadesigngroup.com/

 

>> Por que utilizar Creative Commons?

<< Tipos de licença

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s